15 Dados sobre o Inglês no Mundo dos Negócios

O inglês mostra-se como um idioma camaleônico. Isso é percebido em diversas ocasiões, seja com o idioma usado na academia, em situações informais, ou o inglês no mundo dos negócios, em situações formais.

De qualquer maneira, para que entendamos melhor essa língua, é necessário que conheçamos também a cultura de onde ela é falada e sua estrutura linguística. Enquanto estudamos a pronúncia e a gramática, não raro nos deparamos com algumas curiosidades ou fatos interessantes.

Apesar de parecerem apenas isso (interessantes), o conhecimento mais aprofundado de um idioma pode gerar uma identificação maior com ele. E, por conta disso, um maior entendimento da língua.

E é por isso que, neste artigo, vamos mostrar 15 dados interessantes sobre o inglês no mundo dos negócios. Fique com a gente!

A Popularidade do Inglês no Mundo dos Negócios

Se formos tomar o português como exemplo, a língua inglesa apresenta uma gramática bem mais simplificada. Logicamente, que ela não deve ser ignorada, mas é bem menos difícil que a de línguas latinas como a nossa. Por conta dessa simplicidade que o inglês, no mundo dos negócios, é tão usado. E, em outras situações, também.

Chamado de um idioma redondo, a adaptação para quem não fala começar a falar é bastante célere. E isso não se deve, apenas, ao fato de a língua ser mais simples que a nossa. Mas, também, de sua influência cultural.

Esse tipo de influência se dá por um mecanismo chamado de soft power ou poder sutil. Aqui, a influência de uma nação sobre outras não se dá por meio da dominação militar. Mas, sim, por conta da dependência econômica e, em seguida, cultural. Como estamos falando da nação com a maior economia do mundo, a influência estadunidense é clara.

Além disso, por séculos, o Império Britânico foi a força a ser considerada. Naquela época,  a cultura era espalhada pela capacidade bélica. E, mesmo que isso tenha mudado, sua influência ainda é notada.

E esse tipo de influência é notada também no mundo dos negócios, num ciclo que se retroalimenta. Enquanto o inglês no mundo dos negócios é bastante usado, por conta de sua influência, o seu uso aumenta sua própria influência. E isso leva à constatação de alguns dados interessantes sobre essa atuação do inglês.

Dados sobre o Ingles no Mundo dos Negocios

15 Dados Sobre o Inglês No Mundo dos Negócios

Vamos listar alguns dados que fazem o inglês, no mundo dos negócios, ser surpreendente.

Veja abaixo:

1 – Poucas pausas

Quando o comparamos com outras línguas, o inglês é uma das que possui menos espaço de tempo entre uma sílaba e outra. Ou, até, entre palavras, fazendo com alguns saiam grudadas umas as outras. Surpreendentemente, isso torna mais fácil às pessoas decorarem frases mais comuns.

Isso porque tendemos a guardar melhor as coisas quando inseridas em um contexto. Logo, quando uma palavra sempre é lembrada junto de outras, ela é mais facilmente memorizada.

Em contrapartida, isso pode gerar uma certa preguiça em se procurar o sentido das palavras. Por isso, mesmo que você comece usando a técnica de decorar, não se prenda a ela. Busque, em um momento seguinte, significados mais amplos e a gramática das frases.

2 – Constante crescimento

Como falamos, por conta de toda essa dinâmica do inglês no mundo dos negócios, a língua está em constante mudança.

Como toda hora surgem novas necessidades, novas palavras acabam por, também, surgir. A média é que, a cada duas horas, um novo vocábulo seja adicionado.

E esse número fica ainda mais surpreendente com o tempo. Ao cabo de um ano, já são mais de 4 mil novas palavras no idioma de língua inglesa.

3 – Vocabulário vasto

Essa adição, tratada no tópico anterior, não poderia ficar sem consequências. E são, de fato, espantosas. O inglês, apesar de ser uma língua simples, possui um grande número de palavras, ou seja, vastas opções de vocabulário.

Além disso, detém várias marcas, como as palavras mais curtas (I); a frase mais curta (Go!) e a palavra com maior número de aplicações (set, com 465 usos diferentes). Mesmo com tantas repetições e simplificações, as constantes adições fazem do inglês uma língua bastante rica.

4 – Converse com todo o mundo

A possibilidade de se conversar (e fazer negócios com todo o mundo), também tem influência nesse vocabulário vasto. Surgido em uma pequena ilha na Europa, quando se espalhou pelo mundo, encontrou centenas de povos. Cada qual, com suas próprias palavras.

Palavras essa que foram incorporadas ao inglês, modificando-o. Algumas delas, se espalharam por todo o mundo. Outras, ficaram relegadas ao seu local de origem.

Por isso, existem termos que são usados apenas nos EUA, Jamaica, África do Sul ou Nova Zelândia, por exemplo. São muitos sotaques diferentes, também.

5 – Língua de não-nativos

Apesar de ser o primeiro idioma de milhões de pessoas, o inglês, por conta de diversos fatores que já mencionamos aqui, é uma língua universal. De fato, o inglês no mundo dos negócios é a língua oficial. E a segunda língua de todo o mundo.

E isso leva a uma constatação interessante. Segundo pesquisa do escritor e linguista David Crystal, a quantidade de não-nativos falantes de inglês é bem maior que a de nativos. Numa proporção de 3 para 1. Logo, se você tem vergonha de falar inglês em frente a um nativo, lembre-se de que eles são uma minoria.

6 – Fluência fácil

O nativo conhece entre 20 mil e 30 mil palavras, em média, segundo a empresa, especialista em SEO, Twinword.

Se considerarmos o crescimento da língua, essa é a quantidade de palavras que o inglês ganha em, apenas 5 anos!

Logo, mesmo sem saber milhões de palavras, você pode alcançar a fluência com pouco vocabulário.

Dados sobre o Ingles no Mundo dos Negocios cambly

7 – Onipresença

Como já deu para perceber, em razão da quantidade de países que falam inglês, a população que a tem como língua materna é enorme. Se somarmos ao número de pessoas que falam inglês, sem que sejam nativos, essa quantidade aumenta muito.

Na verdade, os números são incríveis. Uma em cada  4 pessoas fala inglês. Em qualquer nível de proficiência. Isso responde por quase 2 bilhões de pessoas. Umas nove vezes a população inteira do Brasil. Ou seja, falar inglês lhe dá a oportunidade de interagir com muita gente.

8 – Terceiro lugar

O inglês é um dos idiomas mais falados do mundo, atrás, somente do mandarim e do espanhol. Entretanto, é a segundo língua do mundo.

Na China, são 300 milhões de pessoas nessa situação. Em organizações internacionais, como a ONU, o inglês também é a língua oficial.

9 – Franco crescimento

Apesar da, notável, ascensão da economia chinesa e, por extensão, do mandarim, o inglês continua em crescimento.

Dessa forma, os 25% da população do último tópico, até 2030, podem se tornar 50%. Com a taxa de crescimento mundial, isso pode facilmente passar os 4 bilhões de falantes! Esses números são de estudos do British Council, maior autoridade mundial em língua inglês.

Além disso, um excelente repositório de vídeos, áudios e textos, para servir de material complementar ao seu professor.

10 – Investimento profissional

É muito difícil que você encontre algum gestor ou alto executivo de uma empresa que não saiba falar inglês. Quando atingimos uma posição de tamanha responsabilidade, uma das principais funções é dialogar com outras pessoas. Estejam elas onde estiverem. Por isso, o inglês é utilizado em conversações ao redor de todo o mundo.

Logo, para aqueles que buscam alcançar cargos altos ou fazer sua empresa crescer, investir no inglês é uma exigência. Essa também é uma excelente maneira de se blindar, em caso de crises. Isso pois as oportunidades de trabalho são bem maiores.

11 – Networking

O inglês, no mundo dos negócios, é fundamental. Os diálogos descritos no tópico anterior são fundamentais para um bom networking, o que é vital para o desenvolvimento da sua carreira.

O profissional que fala inglês possui mais oportunidades de estabelecer relações com outros profissionais. Se você quer conhecer mais pessoas e, consequentemente, aumentar suas chances de uma recolocação ou ascensão profissional, saber inglês é um passo importante.

Em alguns casos, o inglês é mais importante do que até mesmo um conhecimento técnico.

12 – Trabalhe fora

A globalização é um fenômeno irreversível já há algumas décadas. Assim, trabalhar ou viajar a negócios para o exterior é uma realidade para muitos brasileiros.

É melhor estar preparado quando essa oportunidade surgir.

13 – Mais autonomia no cotidiano

O inglês está sempre presente no mundo dos negócios em quaisquer esferas existentes. Logo, o contato com o idioma desde jovem é um grande facilitador de oportunidades.

Dessa forma, o uso das ferramentas de trabalho é muito mais fluído, visto que muitos termos estão em inglês. Por vezes, a ferramenta inteira pode estar em inglês.

14 – Alcance mais público

O caso citado acima é muito mais evidente na área de marketing. Palavras e expressões em inglês são constantes quando tratamos de mercado. E falando em mercado, quem você quer atingir?

Se você quer que sua empresa atinja patamares globais, se comunicar em inglês permite que você fale com o mundo todo. Já que o mundo todo fala inglês.

15 – Valorização

Ser melhor pago para fazer o que você faz é o sonho de todo mundo, certo? Segundo dados da Catho, pessoas na função de analista, com inglês fluente, ganham 40% a mais que pessoas com inglês básico. Se são gerentes, a diferença sobe para 70%.

business-english-meeting

Como Começo a Melhorar Meu Inglês?

A resposta para essa pergunta é simples: com professores dedicados a te ensinar o que você precisa. Se você deseja focar o seu inglês no mundo dos negócios, o seu professor deve passar conteúdos nesse foco.

Por isso, no aplicativo Cambly, você pode encontrar professores nativos e focar em aprender english business para alavancar sua carreira. Entre em contato com a gente e marque uma aula agora mesmo!

Esperamos tê-lo ajudado, muito obrigado e até a próxima!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: