Estudar Inglês na Terceira Idade: Vale a pena?

Você sabia que fazer inglês na terceira idade é uma ótima forma de se manter ativo e aprendendo?

Diferente de poucos anos atrás, chegar à terceira idade, com saúde e disposição é uma realidade. O aumento da expectativa de vida e maior qualidade de vida, vem proporcionando às pessoas mais oportunidades de se conhecer novas pessoas e se dedicar mais ao lazer, ou aos estudos. Uma excelente opção é estudar inglês na terceira idade!

Também devemos dar crédito à tecnologia. Entre os anos de 2000 e 2015, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a população com 60 anos ou mais, com acesso à internet, aumentou em 15% no país.

E essa nova população, com bastante energia e mais afeição à tecnologia pode, muito bem, dedicar-se a aprender um novo idioma, como o inglês. Aprender Inglês na terceira idade é possível, desde que se tenha paciência e dedicação. Além disso, uma nova habilidade pode trazer inúmeros benefícios. Veja como.

Tenha Um Plano De Estudos Desde o Início

Em qualquer idade, é importante que se tenha um plano de estudos adequado. E isso fica bem evidente na terceira idade. Isso porque, como já dissemos, pessoas com mais de 60 anos são muito mais ativas do que antigamente. Logo, o seu dia a dia já é preenchido com muitas atividades.

Por se tratar de uma atividade inédita, aprender inglês na terceira idade será mais fácil se você colocar os seus estudos em um horário em que se sinta mais disposto.

Independente do horário escolhido, é necessário que se tenha comprometimento com ele. Essa atitude, além de manter a disciplina, como em qualquer atividade, prepara o cérebro para encarar o aprendizado com maior facilidade e eficiência.

 

ingles_na_terceira_idade.jpg

 

É Importante Ter Uma Rotina de Estudos Para Aprender Inglês Na Terceira Idade

O ideal é que se tenha, ao menos, uma hora de estudos por dia. Isso funciona, muito melhor, que 4 horas seguidas de estudo, por semana, por exemplo.

E essa hora diária de estudos, pode ser bastante prazerosa, quando se alia estudo a alguma atividade de lazer. Podemos citar ler livros e revistas em inglês, ver filmes e séries, ouvir programas de rádio e músicas. Todas essas atividades farão com que você aprenda novas palavras e seja capaz de falar inglês na terceira idade.

Também não se deve preocupar em entender todas as palavras logo de cara. No início, o mais importante é entender o contexto do que está sendo dito. Assim, a mensagem chegará até você, o que é o mais importante.

O mais importante é que se tenha esse contato diário com o inglês, na terceira idade. Isso manterá a sua audição treinada, o que facilitará na pronúncia das palavras.

É Importante Ter Um Local de Estudos Adequado

Independentemente se seu curso será online ou presencial, você precisará realizar algumas atividades em casa. Isso vale tanto para quem aprende inglês na terceira idade, quanto para quem aprende desde jovem.

Para isso, você precisará estabelecer um local apropriado para os seus estudos. Este precisará contar com uma boa iluminação e não poderá ser barulhento, para que você não se distraia.

Também é importante que o seu material esteja ao seu alcance. Isso vai evitar que você perca o foco e se distraia dos estudos, ao ter que se encaminhar para pegar este ou aquele livro ou dicionário.

 

aprender_ingles_na_terceira_idade.jpg

 

Participe Das Aulas de Inglês

Um problema comum aos alunos de inglês na terceira idade é que estes sentem vergonha de falar com o professor durante as aulas. Isso é comum a todas as idades.

Mas nenhum aluno deve se sentir intimidado quando estiver em sala de aula, por medo de errar. É nessas horas que falamos com os colegas e com o tutor, que trocamos experiências, conhecimentos e dúvidas.

Também não se deve ter vergonha da sua pronúncia. Isso porque, na terceira idade, nossos músculos e nervos estão mais enrijecidos e ela fica um pouco mais difícil mesmo, tornando essa habilidade um pouco mais difícil de se dominar.

Entretanto, a prática é fundamental para que se domine a pronúncia e todo o aprendizado de inglês, na terceira idade ou em qualquer idade. Por isso, deve-se continuar praticando e participando das aulas, para que se adquira mais prática e confiança.

Seja Franco Com Seu Professor Sobre O Que Te Bloqueia

Aprender inglês na terceira idade pode ser bem diferente de aprender inglês quando somos mais jovens.

Em resumo, algumas regiões do cérebro são, mais facilmente utilizadas para se guardar novas informações que outras. Por conta disso, pode ser que seja necessário que novas metodologias sejam utilizadas.

Por isso mesmo que você não deve deixar de conversar com o seu professor sobre o que é mais difícil para você. Em conjunto, vocês dois podem encontrar formas novas de resolver essas dificuldades e absorver o conteúdo das aulas.

 

estude_ingles_na_terceira_idade.jpg

 

Uma Informação Importante: Inglês na Terceira Idade Combate o Alzheimer

Estudos realizados por vários institutos, ao redor de todo o globo, apontam para a mesma direção: o cérebro que se dedica a aprender um novo idioma é melhor preparado para resistir aos sintomas do Mal de Alzheimer e da demência, além de outras doenças degenerativas do sistema nervoso central.

Uma dessas pesquisas, conduzida na Universidade de Ghent, localizada na Bélgica, constatou que pacientes que falavam duas línguas, conseguiam passar quatro anos a mais sem demonstrar os sintomas de Alzheimer, em relação aqueles que possuíam apenas um idioma.

Isso se dá porque aprender inglês na terceira idade é capaz de estimular tanto a memória quanto a cognição, mantendo o nosso cérebro ativo. E estimular essas duas capacidades de nossa mente é uma das maneiras mais eficientes para combater o avanço de todas essas doenças terríveis.

A Perseverança é a Chave de Toda Conquista

Esperamos que tanto essas dicas quanto essa última informação tenham sido valiosas para esclarecer as suas dúvidas acerca do inglês na terceira idade. Apesar das diferenças naturais, com a chegada da maturidade, alguns pontos são comuns a todos os que se dignam a aprender um segundo idioma.

A perseverança é a chave para conseguir realizar os seus objetivos. Além disso, é preciso ter foco, para que não se distraia com as muitas coisas que nos cercam. E, também, constância, para continuar com os estudos. Tudo isso sem esquecer, é claro de se manter motivado e se divertir enquanto aprende.

Para mais dicas sobre o aprendizado de inglês, acesse o aplicativo Cambly e tenha em mãos os melhores conteúdos sobre esse assunto da internet!

Um comentário em “Estudar Inglês na Terceira Idade: Vale a pena?

  • 28 de janeiro de 2020 em 00:07
    Permalink

    Amei as dicas. Muito interessante

    Resposta

Deixe uma resposta

FAÇA UMA AULA DE INGLÊS GRÁTIS
%d blogueiros gostam disto: