O aprendizado da criança durante as fases de desenvolvimento – Fase IV (dos 5 anos à puberdade)

Após passarmos por tanta atribulações e conquistas durante nosso desenvolvimento pessoal, chegamos a fase de latência. Como o próprio nome diz, a fase de latência é a fase que, segundo Freud, é a mais tranquila de nosso desenvolvimento.

Latência significa algo que não se vê, que está oculto ou que podemos também considerar como um intervalo. Sendo assim, na fase de latência, não conseguimos identificar a zona libidinal ou a zona que lhe traz prazeres ou sensações boas. As outras fases tínhamos boca, ânus e órgãos genitais, nessa, não temos uma zona ligada à satisfação.

fases para aprender ingles crianças

No começo da fase de latência, os conflitos se dão pelo tempo de espera entre o desejo e a conclusão desse desejo. Isso porque a criança precisa esperar mais para que os seus desejos sejam realizados. E, até que a compreensão desse tempo seja compreendida pela criança, ela acaba por gerar conflitos.

Com a superação do complexo de édipo, a criança vai mudar em relação aos seus pais. Então, nenhum vai ser visto mais como rival. Pois a superação do complexo também traz a mudança de foco da energia da criança. Já que esse período é também marcado pelo início da ida para escola e as relações sociais.

A fase de latência também é responsável pela formação do ego da criança que, na próxima fase, vai dar origem ao superego mais atuante. Portanto, essa fase do desenvolvimento é muito importante para o aprendizado da criança. Por isso, estimular esse desenvolvimento de maneira saudável, pode ser muito benéfico. Confira!

Id, Ego e Superego, o que são?

Superego, id e ego, segundo Freud, fazem parte da nossa consciência e inconsciência. Sendo assim, podemos dizer que eles moldam o que somos, ou seja, nossa personalidade. Então, cada um desses conceitos, vai explicar nossos sentimentos, pensamentos e tomadas de decisões.

O Id para Freud é onde guardamos nossos sentimentos e desejos mais primitivos. Nossos desejos mais estranhos e perturbadores moram no Id, que fica na região da nossa inconsciência. É lá que são guardados todos nossos pensamentos que não queremos mostrar para o mundo.

Já o ego é o uma das estruturas da nossa personalidade que mais se apresenta para o mundo. O ego se desenvolve a partir do id enquanto a gente vai crescendo e adquirindo novas regras e valores. Portanto, é assim que o ego vai se formando.

O ego também é responsável por atender e controlar nossos impulsos primitivos. Isso porque, ao mesmo tempo que buscamos prazer, ele vai buscando equilíbrio entre nossos desejos primitivos internos com que realmente pode ser feito no mundo externo, na realidade em que vivemos.

E, por último, temos o superego. A última das estruturas psíquicas desenvolvida a partir do ego. O superego tem como função ser nossa constituição interna. Ou seja, onde as regras sociais e os nossos valores ficam guardados. Então, é ele que nos dá as sensações de culpa e remorso ou de orgulho e felicidade.

menino_aprendendo_ingles_com_nativos_camby

Qual a importância da fase de latência?

Como observado no último tópico, a fase de latência é responsável pela formação da estrutura do ego. Que, por sua vez, vai dar origem a estrutura do superego. Sendo assim, nessa fase, a criança ou o adolescente vai começar a lidar com o mundo que se encontra no abstrato da sua consciência.

Nesse mundo abstrato, ela vai encontrar relações de amizade onde vai conseguir se identificar com pessoas que não são seus familiares. Então, ela vai também começar a perceber a gama de possibilidades de existências e as suas mais variadas diferenças.

Não só em colegas, mas também vai conseguir se identificar em até mesmo com personagens de ficção Seja através de quadrinhos, filmes, games, livros, youtubers etc. A criança funciona como uma grande esponja, então, tudo ela vai absorver para descobrir de fato quem ela é.

O aprendizado na fase de latência

O aprendizado nessa fase do desenvolvimento humano pode ser explorado das mais variadas formas. Principalmente, através das coisas que as crianças e os adolescentes gostam.

Por isso, estimule a leitura de quadrinhos ou outros tipos de livros. Assista filmes, documentários, vídeos e o que mais for do interesse junto com ele, como também discuta sobre os assuntos. Deixe-os jogar videogames, apenas se atente aos jogos em questão, se são adequados para a faixa etária.

Enfim, deixe-os fazer o que gostam e, de preferência, participe dessas atividades com eles, sempre colocando de forma sútil questionamentos que o farão pensar por si mesmo e aprender mais por si mesmos. As mídias são ótimas auxiliadoras nesse período.

É muito importante nessa fase se interessar por aquilo que as crianças gostam e estimulá-las a explorar cada vez mais os seus gostos, sem julgamentos ou cobranças. É uma fase de aprendizado pessoal, autoconhecimento, então, a criança precisa de apoio.

fases-da-educacao-infantil-ingles-cambly-kids

Como estimular o inglês na fase de latência?

Na fase de latência, a energia das crianças estão voltadas para os estudos. Então, esse é o melhor momento para fazer atividades mais complexas com estímulos de aquisição de uma segunda língua. Começar a treinar a conversação é muito interessante nesse período.

A quantidade de estímulos nesta fase pode fazer a diferença na hora em que a criança vai se aprofundar no inglês. Isso faz com que ela se torne fluente muito mais rápido, bem como, consiga aprender outros idiomas mais facilmente.

Jogos mais complexos que se utilizam do idioma de língua inglesa também podem começar a ser introduzidos nessa fase de latência. Sempre busque entender quais são os gostos das crianças e traga propostas de aprendizado e desenvolvimento que se enquadrem no interesse delas.

Dessa forma, seja para estimular o inglês ou qualquer outra área, as chances dos resultados serem muito mais eficazes e promissores, é bem maior!

Deixe uma resposta

FAÇA UMA AULA DE INGLÊS GRÁTIS
%d blogueiros gostam disto: