O aprendizado da criança durante as fases do desenvolvimento – Fase II – Anal (1- 3 anos)

Descubra como essa fase da criança pode ser excelente para desenvolver a educação bilíngue do seu filho!

A segunda fase do desenvolvimento psicossexual do ser humano é a fase anal. Nela, a criança por volta do primeiro ano de idade e três anos, começa a controlar seus esfíncteres e bexiga. Passa a utilizar o pinico e passa a não mais utilizar fraudas.

Na fase anal, a criança já entende a existência do outro, que já a não ser mais uma “coisa” como na fase oral. Nesse aspecto, a criança tem uma relação ativa com o outro e ela se percebe com corpo. Assim, ela consegue identificar os outros corpos além do dela. Aqui podemos dizer que a relação é corpo a corpo.

Outra característica da fase anal é que as pulsões positivas estão ligadas a mucosa do ânus. Então, aqui o ato de fazer cocô ou xixi e o ato de segurar as necessidades até chegar ao um lugar adequado, vai gerar prazer na criança.

Contudo, apesar da complexidade da fase anal, ainda sim é possível entender melhor as características da mesma para potencializar o aprendizado da criança em diversas áreas. Vejamos mais sobre esse assunto a seguir!

Associações da fase anal

A criança também faz associações com o que sai dela faz parte dela. Portanto, dependendo de como foi a fase oral, a criança pode acreditar que a comida que ela ingere pode estar viva ou morta dentro dela. Freud vai chamar isso de fantasiar.

No caso de a criança acreditar que a comida está viva dentro dela, ela vai associar que a comida faz parte da vida dela. Ou seja, que ela precisa da comida para estar viva. Então, quando a criança faz cocô, ela acredita que aquele pedaço sai dela, sai para sempre e que nunca mais vai recuperar, como se fosse um braço ou uma perna.

Já no caso de a criança acreditar que destruiu a comida ao ingeri-la, vai crer também que ela está morta, fantasiando que essa comida vai destruí-la de dentro para fora. Ou seja, vai pensas que as fezes fazem parte do resultado da destruição de seu corpo.

Conflitos da fase anal

É nessa fase também que a criança tem seu primeiro conflito entre os seus desejos e as exigências da vida social. Por que a criança tem o desejo de fazer cocô, mas não pode fazer em qualquer lugar.

Sendo assim, a criança precisa segurar para chegar em um lugar adequado ou sofrera com estímulos negativos. Ou seja, vão brigar com a criança por não ter segurado até chegar no lugar adequado para suas necessidades.

Então, a criança acaba por criar mais um conflito interno entre o prazer de fazer cocô e as suas necessidades. Como também, segurar as suas necessidades para chegar ao local correto para fazê-las.

Quando uma criança consegue segurar as suas necessidades por longos períodos de tempo, essa criança é muito elogiada pelos adultos. Isso porque os adultos tendem a elogiar a destreza das crianças em segurar as suas necessidades para chegar ao local adequado.

Contudo, essa situação pode ser confusa para algumas delas. Outras, por zua vez, ainda podem usar desse artifício para acabar fazendo em qualquer lugar as suas necessidades para chamar à atenção dos adultos.

Erros, acertos e sugestões

Alguns erros frequentes na fase anal também se dão por conta dos familiares. Já que a criança nessa fase também tem o costume de querer brincar com o seu cocô.

Bom, realmente ninguém quer que seu filho fique brincando com cocô ou levando ele a boca. Entretanto, a criança tem essa necessidade de pegar o cocô com a mão e moldá-lo como ela sente vontade. E o que acontece é um erro bem comum entre os familiares que é de brigar com a criança e soltando frases do gênero:

  • Fez porcaria
  • Nossa que horror
  • Não! Não faça isso
  • Que fedo

Isso acaba com o prazer da criança, podendo fazer com que ela acabe por entender que aquilo que ela fez não deve ser repetido. Então, fazer cocô acaba sendo associado a um ato ruim. Sendo assim, por muitas vezes, as crianças acabam sendo levadas ao médico com prisão de ventre por conta das ações dos adultos.

cambly-Aprendizado-da-crianca-desenvolvimento–Fase-Oral

Dicas de atividades para crianças na fase anal

Crianças na fase anal dão a dica para que os adultos entendam que ela mudou de fase quando acabam por fazer esse ato de querer pegar o cocô. Sabendo disso, um bom substituto do cocô para as crianças são:

  • Massa de modelar
  • Argila
  • Slime (aquela espécie de geleia manipulável)
  • Etc

Assim, a criança vai acabar satisfazendo seus impulsos sem traumas. Aproveite esse momento para trabalhar aspectos manuais nas crianças, potencializando o aprendizado e o desenvolvimento psicomotor.

Esse também é um momento oportuno para que os adultos possam fazer a retirada da chupeta. Isso porque a chupeta serve para acalmar a criança para satisfazer seus impulsos na fase oral. Então, é preciso desligar a criança dessa fase para que ela possa evoluir.

E como na fase anal a criança tem uma transferência de zona erógena da boca para o ânus, a chupeta já não precisa ser utilizada caso haja uma transição tranquila entre as fases.

Dicas de como estimular a fala e a língua inglesa na fase anal

Nesse momento da vida, a criança deve estar já começando a se relacionar com o outros objetos e seres em sua volta. Assim, a criança sabe também o que quer ou falando ou apontando para os objetos de seu interesse.

Portanto, é bom que para a criança o adulto tente fazer com que ela fale o que ela quer utilizando a língua materna ou outra língua, se for o caso de querer estimular a aquisição do inglês.

Nas brincadeiras com as massinhas e slimes, vá treinando as questões de cores e formas om os pequeninos em inglês. Isso potencializa o desenvolvimento da criança de várias maneiras. Legos coloridos também podem ser utilizados nessas brincadeiras.

Essas situações são ótimas para que as crianças possam entrar em contato com outros tipos de objetos, alimentos, cores e formas. No começo, pode ser um trabalho sem muitos resultados, então, é preciso ter paciência. Mas saiba que, de alguma maneira, esses estímulos positivos estão ajudando a potencializar um desenvolvimento e aprendizado muito mais saudável na criança.

Estimule o aprendizado do seu filho com Cambly!

Aproveite para estimular a habilidade de falar outros idiomas nessa fase! É uma ótima oportunidade para seu filho aprender inglês!

Deixe uma resposta

FAÇA UMA AULA DE INGLÊS GRÁTIS
%d blogueiros gostam disto: